sábado, 20 de setembro de 2008

Johnny Cash - With His Hot And Blue Guitar (1957)

Boomp3.com
Amigos,
Johnny Cash nasceu com o nome de J. R. Cash em Kingsland, Arkansas, em 26 de fevereiro de 1932. Filho de um fazendeiro pobre, sua família viu-se obrigada a mudar-se para Dyess, no mesmo estado. O pai de Cash era alcoólatra e abusava física e emocionalmente de seus filhos. Aos cinco anos de idade Cash já trabalhava nos campos de algodão. Aos doze anos seu irmão Jack sofreu um grave acidente: foi puxado por uma serra de madeira no moinho em que trabalhava, sendo quase partido ao meio. Uma semana depois, Jack faleceu deixando no irmão marcas indeléveis. Cash sempre se sentiu culpado porque tinha saído para pescar naquele dia e não tinha levado o irmão. O episódio marcou tanto Cash que, durante toda a vida, ele mencionou que esperava encontrar o irmão no céu. Cash começou a compor cedo e, quando entrou para a Força Aérea Americana assumiu o nome de Johnny pois eram proibidas iniciais como nome. Foi servindo na Alemanha que Cash compôs uma de suas principais músicas, "Folsom Prison Blues". Dispensado, Cash casou-se com Vivian Liberto, em 1954, mudando-se para Memphis, Tennessee, onde ele queria ser locutor de rádio. À noite, Cash tocava com o guitarrista Luther Perkins e o baixista Marshall Grant. Atrás de um contrato, Cash foi até a Sun Records e conversou com Cowboy Jack Clement e Sam Phillips. Depois de fazer um teste, cantando na maioria músicas gospel, Phillips disse à Cash para "voltar para casa, pecar, e depois voltar com uma música que ele pudesse vender". Cash voltou e convenceu Clement e Phillips com suas canções frenéticas, e as gravações de "Folsom Prison Blues", "I Walk the Line", "Hey Porter" e "Cry Cry Cry" (lançadas em 1955) tornariam-se um destaque nas paradas de sucesso country. Em 57 Cash foi o primeiro artista da Sun a gravar um álbum completo. Sentindo-se limitado por seu contrato Cash trocou a Sun pela Columbia onde gravou o compacto "Don't Take Your Guns to Town", um dos maiores sucessos de sua carreira. Quando tudo parecia que iria decolar Cahs viu-se viciado em anfetaminas e barbitúricos. Mesmo fora de controle Cash ainda conseguiu criar músicas como "Ring of Fire" que Cash disse ter ouvido o arranjo do trompete durante um sonho. Essa canção foi co-escrita por June Carter e Merle Kilgore e, originalmente, era cantada pela irmã de Carter. Embora Cash cultivasse cuidadosamente sua imagem romântica de fora-da-lei, muitos fãs ainda se surpreendem ao saber que ele nunca cumpriu pena na prisão, apesar de sua selvageria e mau comportamento terem rendido a ele algumas noites na cadeia. O problema mais sério de Cash com a lei foi em 1965 quando um esquadrão anti-narcóticos em El Paso, Texas, o pegou em flagrante. Os oficiais pensavam que Cash trazia heroína do México, mas na verdade eram apenas anfetaminas, escondidas na caixa de seu violão. Cash também foi preso no ano seguinte em Starkville, Mississippi, ao invadir propriedade privada para apanhar flores. O mais notável foi que Cash voluntariamente ia à diversas prisões para tocar para os presos, pelos quais ele sentia imensa compaixão. Durante os anos 60 Cash lançou vários álbuns conceituais, como "Bitter Tears", de 64, e "Ballads Of The True West", de 65. Entretanto o vício continuava, e seu comportamento destrutivo provocou seu divórcio, além de causar várias confusões durante seus shows. Em 68 seu guitarrista de longa data, Luther Perkins, morreu em um incêndio. Menos de dois meses depois, a casa de seu vizinho e grande amigo, Roy Orbison, desabou, com a morte de dois dos seus três filhos caçulas. Nessa época, Cash estava casado com June Carter. Trancou-se em casa numa tentativa de reabilitar-se do vício e compôs "Flesh and Blood", dedicada à June. Nesse período Cash tentou o suicído e, depois converteu-se. Gravou "Johnny Cash at Folsom Prison", de 1968, e "Johnny Cash at San Quentin", de 1969, mesmo ano do nascimento de seu primeiro e único filho homem, John Carter Cash.
De 69 a 71 estrelou seu próprio programa de TV onde apresentava nomes como Neil Young e Bob Dylan. Nesse programa, Cash causou polêmica quando recusou-se a mudar os versos de sua canção que falava sobre maconha ("On the Sunday morning sidewalks / Wishin', Lord, that I was stoned"). Cash se apresentava na maioria das vezes vestido de preto, calçando uma bota igualmente preta de cano longo, o que o levou a ser apelidado de "O Homem de Preto". Esta vestimenta era um total contraste às usadas pela maioria dos astros country da época - chapéus, roupas claras e botas de caubói. Em 1971 Cash compôs a música "Man In Black" para tentar explicar um pouco seu estilo: "I wear the black for the poor and the beaten down, / Livin' in the hopeless, hungry side of town, / I wear it for the prisoner who has long paid for his crime, / But is there because he's a victim of the times". Sua biografia, chamada "Man in Black" (de 1975), vendeu 1,3 milhão de exemplares. Em 1980, aos 48 anos de idade, Cash tornou-se o mais jovem indicado ao "Hall da Fama da Música Country". Foi também durante essa época que Johnny Cash começou a participar, como ator, de uma série de filmes televisivos. Porém, um ferimento no estômago, o fez recomeçar a abusar de drogas para aliviar as dores. Durante sua recuperação em 1986, ele se tornou amigo de Ozzy Osbourne, um dos cantores favoritos de seu filho. Sua carreira ganhou novo fôlego nos anos 90. Embora indesejado pelas grandes gravadoras, Cash se aproximou do produtor Rick Rubin e ganhou um contrato com seu selo, American Recordings, mais conhecido por seu lançamentos de rap e hard rock. Sob a supervisão de Rubin, ele gravou em 1994 o álbum American Recordings em sua sala, acompanhado apenas do violão. O álbum foi aclamado pela crítica, enquanto as versões de Cash para sucessos de artistas modernos como Tom Waits e a banda de heavy metal Danzig ajudaram-no a conquistar um novo público. Foi o começo de uma década de recordes de vendas e grande sucesso comercial. Além disso, Cash e sua esposa apareceriam em diversos episódios do popular seriado de televisão Doctor Quinn Medicine Woman. Para seu segundo álbum com Rubin, "Unchained" de 1996, Cash convocou o acompanhamento da banda Tom Petty and the Heartbreakers. Em complemento às diversas composições de Cash, Unchained apresentava canções do Soundgarden ("Rusty Cage") e Beck ("Rowboat"), assim como a participação especial do baixista Flea, do Red Hot Chili Peppers. Embora tenha sido virtualmente ignorado pelas rádios de country e pelo meio musical de Nashville, "Unchained" ganhou um Grammy como o "Melhor Álbum Country". Cash e Rubin compraram um anúncio de página inteira na revista Billboard aonde sarcasticamente agradeciam à indústria da música country por seu apoio irrestrito, acompanhado de uma fotografia de Cash mostrando seu dedo médio. Em 1997 Cash foi diagnosticado com Síndrome de Shy-Drager, uma doença neuro-degenerativa - diagnóstico que mais tarde seria alterado para problemas no sistema nervoso associados à diabetes. Seu estado de saúde o forçou a encurtar uma turnê; ele foi hospitalizado em 1998 com grave pneumonia, que prejudicou seus pulmões. O álbum American III: Solitary Man, lançado em 2000, apresentava sua resposta à doença, representada por uma versão de "I Won't Back Down" de Tom Petty assim como uma releitura poderosa de "One""One", do U2. Cash lançou American IV: The Man Comes Around em 2002, que consistia metade de material original e metade de covers, algumas bem surpreendentes. O vídeoclipe de "Hurt", canção composta por Trent Reznor do Nine Inch Nails, foi indicada em sete categorias do Video Music Awards da MTV, ganhando o prêmio de "Melhor Fotografia". Em 2004 "Hurt" também venceu o Grammy de "Melhor Videoclipe". A esposa de Johnny, June Carter, faleceu de complicações decorrentes de uma cirurgia do coração em 15 de maio de 2003, aos 73 anos de idade. Menos de quatro meses depois Johnny Cash morreu devido ao diabetes aos 71 anos de idade enquanto estava hospitalizado no Baptist Hospital em Nashville, Tennessee. Ele foi enterrado ao lado de sua esposa no Hendersonville Memory Gardens, perto de sua terra natal, Hendersonville, Tennessee. Como sempre, deixo pra vocês esse video de"Bonanza" e "Five Feet High and Rising" e "Cocaine Blues". Imperdível.
Até mais.

1 comentário

Hellraiser disse...

Saudações, Mary.
Esse álbum do Johnny Cash é incrível. É como se o enxergássemos, na nossa frente, a veia country do rock! Excelente! Até mais.

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^