quarta-feira, 23 de julho de 2008

Kiss - Kiss (1974)

boomp3.com
Amigos,
eu sei que é chover no molhado mas.. o que dizer do Kiss?
Eu ainda me lembro das manhãs de domingo quando passava na TV um antigo programa de vídeos e eu vi, pela primeira vez, esses caras. Fiquei impressionadíssima, e olha que eles nem estavam mascarados! Foi em 83 e o vídeo era "Lick it up", até a imagem do meu televisor Telefunken era parecida em qualidade com a resolução desse vídeo! Até hoje aquela música mexe comigo. Hoje o Kiss é uma indústria que fatura milhões por onde passa, mas mesmo assim, ainda consegue ser símbolo de uma geração e referência no rock. Recentemente foram redescobertos por uma nova geração que pretende retomar o hard rock como naqueles bons tempos, o que prova que até hoje o som dos caras é relevante. O que compartilho com vocês hoje é o primeiro disco da banda. O álbum "Kiss" foi gravado em 74 e mostra uma banda ainda tímida, mas já com a personalidade característica. Sobre o álbum:

- "Struter" abre o cd. A música gira em torno dos conselhos de um cara pro seu amigo sobre uma garota que o faz de "gato-e-sapato". Garotas e rock sempre estiveram muito relacionados, vocês já sacaram, né?

- "Nothin´ to lose" é a segunda. Adivinhem o tema? Sexo anal! Exato! Imaginem uma música que tratava desse assunto tãããão delicado em 1974! Tá vendo!? E você ainda acha que isso era tabu hoje em dia.. huahauhuauauhau

- "Firehouse" vem em seguida. Mais uma garota "devastadora" nas vidas dos roqueiros. Dessa vez eles advertem: "você vai precisar dela você / e rapidamente você fica doente / e ela vai retirar sua medicação!" Malvada demais!

- "Cold gin" é uma cínica canção sobre como a bebida pode manter as pessoas juntas. "É hora de um gin gelado, de novo / você sabe que é única coisa / que nos mantém juntos". Sinceridade acima de tudo..

- "Let me know", mais uma vez, fala de garotas. "Não importa o que você quer fazer/ Não importa onde você quer ir / Só tem que decidir, garota, e então você me deixa saber".

- "Kissin´Time" vem depois. "Porque a qualquer hora é hora de beijar", afirmam esses caras de Detroit. É.. tem até uma certa razão..

- "Deuce" fala sobre reconhecimento - é claro que de uma garota por seu compenheiro que muito se esforça para fazê-la feliz.. ah, tá..

- "Love theme from Kiss" é instrumental. Bem executado mas .. nada demais..

- "100.000 years" - vem com seus riffões pesados e seu baixo bem à mostra. Éssa é pra curtir no máximo e tremer a casa!

- "Black diamond" fecha o álbum. Clássica, linda, perfeita! Tem de tudo nela: melodia, ritmo, peso e uma letra curta - que é pra ninguém ficar preocupado e poder se soltar. Minha favorita disparada.

Pois é, amigos. Mascarados ou não, "mercenários" ou não, o fato é que eles sempre tiveram muita importância no rock. Paul Stanley, Gene Simons, Ace Frehlay e Peter Criss foram e são meus heróis, dignos de revista em quadrinhos e bonecos articuláveis (que, aliás, eu tenho! huahuahuahu).
Ah, e outra coisa: saca só essa capa!
Até mais.

2 comentários

Rodrigo M. disse...

Muitos dizem que KISS significa Knights In Satan Service, mas pra mim significa Keep It Simple, Stupid! É isso aí!

Bloody Mary disse...

É isso aí, Rodrigo! O rock sempre foi muito simples e é essa a sua essência! Complicá-lo tornaria-o fraco, sem atrativos.. a propósito, repararam que há 4 posts sobre Hard Rock? E cada banda totalmente diferente da outra.. Obrigada pela visita e volte mais vezes!

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^