segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pride & Glory - Pride & Glory (1994)

Saudações, mortais desse Estranho Mundo.
Pride and Glory foi a primeira investida do guitarrista Zakk Wylde como frontman. Com os dois pés na lama do Southern Rock, ele, o baixista James LoMenzo (White Lion, Megadeth) e o baterista Brian Tichy (Whitesnake e Foreigner), registraram um único e memorável álbum. A guitarra de Wylde soa pesada e melodiosa como poucas vezes ele se fez ouvir! A cozinha de LoMenzo e Tichy não deixa nada a desejar - mesmo se comparada aos poderosos power-trios que vez-por-outra surgem por aí. "Losin' Your Mind" abre o disco com banjo e um riff devastador. Outro bom momento é "Shine On" e sua veia quase-gospel que deságua num Southern de respeito. "The Chosen One", "Troubled Wine" e "Toe'n The Line" simplesmente dispensam comentários. "Hate Your Guts" completa o registro que ficou tão bom que, em 99, ganhou nova edição aditivada com mais seis faixas - entre elas versões para "The Wizard", da Black Sabbath, "In My Time of Dyin'", da Led Zeppelin, e "Come Together", dos Bealtes. Essa é a versão escolhida aqui para ser compartilhada.
Uma pena que o senhor Wylde tenha abandonado esse projeto..
Mais informações aqui.
"Almas atormentadas, tremei!"

2 comentários

Never Too Old To Rock disse...

Cara o título do blog é show! Não conheço o trabalho d Zakk Wylde, mas sua descrição chamou minha atenção.

Assim que avaliar letras e sonoridade volto para deixar minha humilde opinião. Ótimo blog. Parabéns!

Já estou seguindo e vou divulgar seu blog lá no meu:
http://ritmosublime.blogspot.com

@LLArruda

Bloody Mary disse...

Olá!
Primeiro muito obrigada, em nome do EMM, pela visita e pelo comentário! Sinta-se em casa por aqui e volte sempre que quiser.
Sobre o Pride & Glory, meu parceiro Hell tem razão: é o melhor trabalho de Zakk Wylde em minha opinião também. Talvez seja o gênero, que mistura Hard Rock com Southern Rock, talvez seja a época em que o guitarrista gerou a obra (período em que sua figura já tinha se firmado dentro da cena roqueira e sua identidade musical já estava estabelecida), sei lá.. só sei que da faixa de abertura aos bônus dessa re-edição tudo nesse disco soa bem, consistente e competente.
Ah! Seu blog já está entre nossos parceiros também!
Seja bem-vindo ao EMM!
Até mais.

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^