quarta-feira, 30 de março de 2011

Hanoi Rocks - Oriental Beat (1982)


Amigos,
o disco "Oriental Beat", dos finlandeses da Hanoi Rocks, era pra se chamar "Second Attempt for Suicide". Seria um nome bem coerente às faixas sobre marginalidade e rebeldia juvenil mas que talvez não fosse bem aceito pelo mercado. Aliás, com esse segundo álbum, Michael Monroe (vocais, harmônica e saxofone), Andy McCoy e Nasty Suicide (guitarras e backing vocais), Sam Yaffa (baixo) e Gyp Casino (bateria), pretendiam alcançar não apenas o mercado da escandinávia (como aconteceu com o disco de estréia da banda), mas também chegar à Inglaterra e ao Japão - dois dos mais competitivos mercados da música. Monroe declarou, certa vez, que o disco é bom mas que não gosta da produção do disco que o deixou muito parecido com tudo o que havia na época. Pete Wooliscrof, o produtor, preparou o disco enquanto a banda excursionava e o resultado - oficialmente - não foi o esperado. O baixista Yaffa foi mais fundo e definiu o disco como "a piece of shit". Exageros típicos do Glam Rock"Motorvatin", "Oriental Beat", "Lightnin' Bar Blues", "No Law Or Order" e "Sweet Home Suburbia" não são apenas boas faixas mas também serviram para consolidar a banda e sua sonoridade que veio a influenciar nomes como Guns N' Roses, Mötley Crüe, Sebastian Bach, Manic Street Preachers e Dave Grohl.
Mais informações aqui.
Até mais.

seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^