domingo, 3 de outubro de 2010

Karp - Mustaches Wild (1994)


Saudações, mortais desse Estranho Mundo.
"Kill All Redneck Pricks", ou simplesmente "Karp", foi a banda formada em 1990, em Tumwater, Washington (EUA), por Chris "Karp" Smith (guitarras e vocais), Jared Warren (baixo e vocais) e Scott Jernigan (bateria). As distorções sujas, os vocais desfibrilados, os andamentos alternantes, a precariedade das gravações, as interferências ruidosas que os instrumentos impingiam às músicas e o período em que se formaram logo me levaram a crer que se tratava de outra grande banda oriunda da névoa espessa e barulhenta do Grunge. "Mustaches Wild", primeiro disco do trio, soou aos meus ouvidos como se quisésse me convencer em definitivo que "Dueling Banshees", "13 Ways to a Cavity" e "Handsome Traveler" eram pérolas perdidas em meio ao furacão Nirvana. Realmente, a mistura nada saudável de Melvins, Black Sabbath, Hardcore e microfonias indicava que a Karp havia passado despercebido exatamente porque nós, simples mortais fadados ao fracasso, estávamos mais interessados em Kurt e sua banda do que na cena malcheirosa vinda do noroeste dos Estados Unidos. Somente quando soube da morte de Jernigan eu descobri que pra toda crítica especializada em música (senhores de todo o conhecimento musical inalcançável pra nós, meros mortais) a Karp era Pós-Hardcore. Mesmo assim, ouso levantar-me e reafirmar que PRA MIM a Karp foi e sempre será cria do Grunge. Cabe a mim, portanto, recomendar essa banda - e toda sua obra - aos apreciadores do barulho, da desordem e da criatividade mal compreendida de Buzz Osborne e sua banda Melvins.
Amostras e mais informações aqui.
"Almas atormentadas, tremei!"

2 comentários

Liis Sixx disse...

Fiquei com vontade de conhecer Karp, sou apaixonada pela cena Grunge e Punk dessa época! O quanto mais submundo, mas eu me interesso...
Sobre seu comentário, eu já ouvi o DuVall com Alice in Chains, e mesmo ele sendo um bom vocalista, no fundo, sinceramente, eu preferia que a banda tivesse acabado com a morte do Staley. Tenho dessas manias.

Abraços

Bloody Mary disse...

Sixx,
Karp vai agradar a todos os fãs de Melvins e aquele som estranho e barulhento que eles fazem (aliás, Jared Warren toca nos mais recentes discos favoritos do Melvins: (A) Senile Animal, Nude With Boots e The Bride Screamed Murder.
Valeu pela visita e pelo comentário.

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^