terça-feira, 28 de setembro de 2010

Jim Messina & the Jesters - The Dragsters (1964)


Saudações, mortais desse Estranho Mundo.
Em 1968 Jim Messina cravou seu nome na história do rock ao se tornar o baixista da banda Buffalo Springfield, no álbum "Last Time Around", ao lado do vocalista Richie Furay, dos guitarristas Neil Young e Stephen Stills, e do baterista Dewey Martin. O que poucos sabem (ou se lembram) é que Messina, além de engenheiro de som e - então - baixista, era um excelente guitarrista, moldado com muito Surf e Rock.
"The Dragsters", álbum de 1964 da Jim Messina & the his Jesters, registra o período em que Messina (com 17 anos), influenciado por Dick Dale, mergulhou fundo no Surf Rock instrumental e deu forma à grandes músicas como "Strange Man", "The Cossack" e "The Jester", minha favorita. Cheio de tremolos e guitarras gotejantes, esse mesmo disco foi ralançado em 73 e na década de 90, provando que boa música é atemporal e que as gravadoras querem mesmo é faturar!
Mais informações sobre Messina aqui e aqui.
"Almas atormentadas, tremei!"

2 comentários

Liis Sixx disse...

Confesso que não conheço Jim Messina nem de nome, mas contigo falando assim fiquei super interessada. Logo mais, pesquisarei.
E nossa, realmente não creio q vc foi a show dos Sex Pistols, deve ter sido incrível! Quanta sorte.
Abraço

Bloody Mary disse...

Sixx,
o Hell é especialista em desenterrar o passado dos outros!
Huhahauhauhuahuahuahhah..
Brincadeiras à parte, foi sim, uma grande sorte cruzar com os Pistols no Brasil, ainda mais num festival que reuniu além dos ingleses, o
Bad Religion, os Inocentes, Marky Ramone, Silverchair, Cypress Hill e Spacehog!
Com certeza MEMORÁVEL!
Obrigada pela visita e pelo comentário!

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^