sábado, 15 de novembro de 2008

Trouble - Psalm 9 (1984)

Assassin
Amigos,
o Trouble surgiu em 1979 liderada pelo vocalista Eric Wagner e seus companheiros Bruce Franklin e Rick Wartell nas guitarras, Ian Brown - que em 83, antes de gravarem o primeiro álbum, foi substituído por Sean McAllister, no baixo, e Jeff Olson na bateria. Inspirados por bandas como Black Sabbath, Judas Priest e pelo rock psicodélico dos anos 70, o Trouble foi uma das bandas responsáveis por estabelecer o rock pesado e mantê-lo vivo nos anos 80. O primeiro álbum dessa banda, que no princípio levava o nome da banda mas ficou famoso mesmo como "Psalm 9", saiu em 84 pela Metal Blade Records. Curioso é que as letras, muitas delas inspiradas em passagens religiosas, valeram à banda a classificação de "white metal" - mesmo que os integrantes da banda não compartilhassem dessa definição. O álbum abre com a poderosa faixa "Assassin" com guitarras que lembram muito o Judas Priest e o Iron Maiden. "Bastards will Pay", a segunda faixa, é mais pesada, muito próxima ao thrash metal (se não for esse exatamente o caso..). A terceira é "Endtime": mais cadenciada e mais sombria apresenta momentos em que as guitarras deixam claro em quem foi que o Megadeth foi buscar inspiração para algumas de suas músicas. "Psalm Nine" é a mais climática. O riff de guitarra da introdução e da música, propriamente dita, remete ao velho Iommy nos bons primeiros anos do Black Sabbath. Excelente. "Revelation (Life or Death)" também se apresenta sombria e arrastada, imprescindível para quem curte o moderno (pero no mucho) Stoner Rock. A sexta faixa é "Tales of the Brave Ulysses". Não é uma das minhas favoritas mas nem de longe compromete o álbum. "The Fall of Lucifer" retoma a pegada das primeiras faixas com uma letra muito elucidativa - do ponto de vista bíblico, é claro. A oitava é "The Tempter", uma música que começa com os dizeres "Eu sou o tentador/Imperador do inferno/Trago o mal
Cuidado!"
nunca deve ser desprezada (muito menos nesse caso)!. O álbum fecha com "Victims of the Insane", outra faixa que deixa claro que Stoner Rock é apenas um novo nome dado ao bom rock pesado. Quer mais argumentos? Baixe e ouça o álbum Tribute to Trouble e perceba que o mundo gira, mas não sai do lugar. Mais informações sobre essa banda aqui.
Até mais.

2 comentários

Rodrigo disse...

O Trouble é legal!Agora se é white metal? Pero no mucho!

Hellraiser disse...

Saudações, Rodrigo.
Assim como os próprios integrantes da banda eu não acho que o rótul "white metal" caiba no Trouble - mas não é difícil achar a banda associada à essa vertente do rock. Enfim, discussões à parte, dona Mary acertou de novo com mais uma banda seminal do rock pesado.
Obrigado por sua visita e por seu comentário - e volte sempre!

Postar um comentário

Desenvolvido por UsuárioCompulsivo, desmontado e remendado por "Estranho Mundo de Mary". ^